Olha o Twitter de novo aí gente! Chora cavaco!

twiter-publicitantes

14 jan Olha o Twitter de novo aí gente! Chora cavaco!

Nos últimos anos, principalmente entre 2011 e meados de 2013, toda a vez em que eu propunha uma ação no Twitter para um cliente, a resposta imediata era sempre a mesma: “Mas o Twitter ta morrendo. O Facebook engoliu todo mundo”.

Num mundo cada vez mais e mais competitivo (ô frasezinha clichê da porra) minha cabeça maluca sempre bateu na tecla de que uma coisa (Twitter) não tem nada haver com a outra (Facebook) e que todos teriam seu lugar ao sol. Não digo que o face “caminha para as sobras”, longe disso, mas o Twitter deu um grito de “EEEIIII, ESTOU AQUIIII” no final de 2013  e principalmente em 2014 mostrando sua força e tendência entre os usuários da rede.

As manifestações de 2013, Copa do Mundo (com licença FIFA) e eleições em 2014 gerou um turbilhão de informações e discussões as quais todos queriam participar e assim a rapidez das mídias INSTANTÂNEAS ganharam força, e o Twitter, como a principal delas, teve seu destaque.

Devemos pensar que o Facebook é uma mídia de informações de relevância, na qual o usuário recebe o que o face julga importante pra você baseado nas suas ações diárias. Já o Twitter e Instagram (falaremos deste segundo numa outra oportunidade) são mídias de informações instantâneas, ou seja, chagam na hora para o usuário baseado no que ele segue e na famosa lista de Trending Topics.

Se não bastassem todas estas situações externas que beneficiaram o ressurgimento do Twitter, as ações internas se mostraram tão rápidas e certeiras como um tweet. Essa semana, duas novidades chegaram aos usuários do passarinho azul, tentando unificar na mesma rede de interesses, funcionalidades de outros apps que estão na crista da onda.

Uma delas é a possibilidade de ter conversas em grupos privados tipo uma DM coletiva, onde o usuário poderá trocar de mensagens, tweets, imagens e links entre os participantes.

Como não terá limitação do “apenas quem me segue pode mandar mensagem” você poderá conversar com qualquer seguidor, mesmo que vocês não se sigam mutuamente. É só criar um grupo começar a falaria. É isso mesmo, tipo o WhatsApp. (bingo Twitter!).

Outra função bem bacana é a possibilidade de fazer vídeos de 30 segundos e postá-lo diretamente no tweet. Parou pra pensar que o tempo é o dobro do que é oferecido hoje pelo Instagram? Mais uma bola dentro do passarinho azul, enxergando como águia que os layouts de smartphones tendem a esse tipo de interatividade e design e já é o dispositivo de maior alcance entre os usuários das redes sociais. E o melhor pra nós, meros mortais publicitários e gestores de mídias digitais, é que o Twitter chega oferecendo uma vantagem para quem quer divulgar vídeos – 30 segundos é um tempo-padrão para comerciais e propagandas, e permite incluir muita informação.

Mas calma, a empresa disse que estas novas funcionalidades serão liberadas aos poucos para todos os usuários dentro dos próximos dias. A seguir, cenas dos próximos capítulos (das redes sociais).

webnet
midia@webnet.inf.br
Nenhum Comentário

Faça um comentário.